CONHEÇA O CAMINHO DOS DIAMANTES

O Caminho dos Diamantes passou a ter grande importância a partir de 1729, quando as pedras preciosas de Diamantina ganharam destaque nas economias brasileira e portuguesa. Além da história de seus municípios, da cultura latente e da gastronomia típica, o Caminho dos Diamantes destaca-se pela beleza natural.

Atrativos que somam aventura, natureza, história e cultura dão o tom das viagens pelo Caminho dos Diamantes da Estrada Real. O viajante percorre 395 km divididos em 18 planilhas na companhia da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e de suas paisagens exuberantes.

Para quem percorre o caminho dos Diamantes no sentido Diamantina – Ouro Preto, 178,3 km serão entre subidas curtas e longas, sendo que uma das mais longas é a do trecho entre Itapanhoacanga a Santo Antônio do Norte, mas, como um todo, o nível de exigência física é menor. Em boa parte dos percursos existem poucas opções com áreas sombreadas, principalmente entre Diamantina e Bom Jesus do Amparo.

Para quem percorre no sentido Ouro Preto – Diamantina, dos 395 km, 173,3 km oscilam entre subidas curtas e longas, sendo que uma das mais longas é entre Santo Antônio do Norte e Itapanhoacanga e entre Serro e Diamantina, mas, como um todo, o nível de exigência física é maior. Normalmente os viajantes gastam em média 8 dias para percorrer de bicicleta e 27 dias a pé, mas isso varia com o tom que o turista que dar para a sua viagem.

Dos 395 quilômetros, 26% estão asfaltados (105,9 km), e 0,5% são trilha (2 km). Os outros 73,5% são de estrada de terra (289 km).

Trechos que têm asfalto ou trilha
São Gonçalo do Rio das Pedras – Milho Verde – Serro = 30,6 km em asfalto
Serro – Alvorada de Minas = 18,8 km de asfalto
Tapera - Conceição do Mato Dentro = 10 km de asfalto
Itambé do Mato Dentro - Senhora do Carmo = 15,2 km de asfalto
Ipoema – Bom Jesus do Amparo = 13 km de asfaltado
Bom Jesus do Amparo - Cocais = 7 km de asfaltado
Santa Bárbara - Catas Altas= 2 km de trilha
Mariana – Ouro Preto = 11,3 km de asfalto

Outras Notícias

CASA DA GLORIA. O PASSADIÇO DE DIAMANTINA

As construções que compõem a atual Casa da Glória são de épocas e estilos diferentes. O edifício principal ou ...

CAMINHO DOS ESCRAVOS, AQUI COMEÇA UMA NOVA AVENTURA

Foi uma das principais vias de ligação entre o Norte de Minas e o Sul da Bahia no século 18. Era a rota dos diaman...

MERCADO VELHO E CENTRO CULTURAL DAVI RIBEIRO

O antigo Mercado dos Tropeiros, construído em meados do século XIX, servia de ponto de encontro dos comerciantes pa...

CONHEÇA O MUSEU DO DIAMANTE

O Museu do Diamante foi criado em 12 de abril de 1954, por meio da Lei Nº 2.200 do Presidente Getúlio Vargas, que...